Limpando e Reciclando 2019 – Manter as praias limpas é um compromisso de todos nós.

WhatsApp Image 2019-06-05 at 17.35.16O evento “Limpando e Reciclando” mais uma vez superou as expectativas. Com patrocínio da Ortobom, essa iniciativa tem a missão de reforçar a importância de se manter as praias, rios, lagos e lagoas limpas. Na edição de 2019 foram recolhidos centenas de quilos de lixo, e, além disso, a iniciativa estimulou os banhistas a descartarem os resíduos em locais apropriados. Todo o material recolhido passará por uma triagem, e depois será reciclado.

No dia do evento foram distribuídas sacolas recicladas e luvas em diferentes praias do Rio de Janeiro, onde participaram do projeto instituições de educação, cursos de idiomas, informática, artes marciais, universidades e escolas públicas, escolinhas de surfe, de futebol, de mergulho, entre outros.

Como novidade, nesta edição a ARERJ – Associação dos Recicladores do Rio de Janeiro – levou sua unidade móvel ao Posto Seis, em Copacabana, para receber e separar os resíduos coletados.

A Ortobom agradece a participação de todos e torcemos para revê-los nessa iniciativa pelo meio ambiente em 2020.

Ortobom e Ecobalsas – Sustentabilidade através do transporte

Há mais de três anos, a Ortobom e a Ecobalsas são parceiras em um projeto de sustentabilidade através do transporte. A maior fabricante de colchões da América Latina, a Ortobom, apoia o projeto Ecobalsas, um sistema alternativo de transporte para os moradores da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Com pontos estratégicos na Lagoa de Marapendi, as balsas são uma excelente opção para quem deseja atravessar da Avenida das Américas para a praia, shopping e metrô, além de diminuírem o impacto ambiental causado por outros meios, como o automóvel.

A empresa Ecobalsas é pioneira no conceito de deslocamento com alternativa na mobilidade urbana e com uma visão sustentável inovadora, por semana, transporta até cinco mil pessoas. O que as torna em opções cada vez mais relevantes, tanto para a locomoção como para a redução da emissão de poluentes através da queima de combustíveis fósseis, como gasolina e óleo diesel.

Ortobom Viver Bem
Por incentivar o bem-estar e a sustentabilidade, a iniciativa tem sua missão alinhada com a Ortobom, que é promover a qualidade de vida das pessoas. Além disso, na sede da Ecobalsas são realizados eventos como o “Ortobom Viver Bem”, repleto de atividades ao ar livre que incluem café da manhã, aula de yoga, ginástica e uma programação exclusiva para as crianças. O projeto Ecobalsas oferece, também com o apoio da Ortobom, passeios educativos ambientais para estudantes de escolas públicas de todo o Rio de Janeiro.

A Ortobom acredita que fazendo a sua parte e participando de ações que influenciam na adoção de práticas de responsabilidade ambiental, estará contribuindo para o bem-estar da sociedade.

Começou o XVII Congresso Paulista de Medicina do Sono!

FACEBOOK-POST-02

A Ortobom está sempre comprometida com a pesquisa e desenvolvimento de novas alternativas que promovam boas noites de sono. Por isso, é uma das patrocinadoras do XVII Congresso Paulista de Medicina do Sono, o tradicional evento tem como objetivo a atualização científica nos principais distúrbios da área. Este está acontecendo no Milenium Centro de Convenções, em São Paulo (SP), durante sexta e sábado, 3 e 4 de maio, organizado pelo Comitê Científico de Sono da Associação Paulista de Medicina (APM).
Este é um congresso anual, que reúne especialistas do sono de todo o Brasil, além de pessoas de outras áreas que tenham interesse. O evento traz temas tanto básicos como avançados, espalhando o conhecimento da área. Este ano, traremos muitas novidades de apneia, insônia, síndrome de pernas inquietas, pediatra e sono etc. É uma excelente oportunidade de se atualizar”, afirma Rosa Hasan, presidente do Congresso.

Dificuldades no sono são queixas constantes em consultórios médicos. A ausência de uma rotina adequada para dormir contribui demais para esse cenário. Entre os principais distúrbios, estão a insônia e a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS).

Alguns dos sintomas imediatos de noites mal dormidas são o cansaço, a alteração de humor e a falta de concentração, com consequências à piora da qualidade de vida. Além disso, os distúrbios do sono constituem fatores de risco às doenças cardiovasculares, obesidade e depressão.

Segundo Rosa Hasan, neurologista e especialista em Medicina do Sono, a despeito de as pessoas não darem a atenção necessária à questão, a dificuldade durante o sono é um problema sério de saúde.

A incidência cada vez maior desse tipo de distúrbio preocupa os médicos. O estudo Episono da Universidade Federal de São Paulo, feito com polissonografias – exame que mede a atividade respiratória, muscular e cerebral durante o sono, mostra que 32,6% dos paulistanos possuem algum grau de apneia do sono, doença caracterizada pela obstrução das vias aéreas, causando paradas da respiração enquanto a pessoa dorme. Esse transtorno aumenta o risco de AVC, infarto e pressão alta.

“É um número bem alto. Com certeza falta informação e muitos não imaginam que são portadores. Mas acontece de o paciente estar ciente do problema e não dar a atenção necessária. Por isso é indispensável que a população saiba que hoje em dia já existem médicos especializados e capacitados para tratamentos efetivos. Não dá para deixar para lá uma disfunção dessas. Se não tratados, podem acarretar consequências graves”, pontua Rosa, que também é presidente do XVII Congresso Paulista de Medicina do Sono.

Há tratamentos que vão desde medicamentos até mudanças de hábitos. Isso porque problemas relacionados ao sono em distintas oportunidades são estimulados pelo ambiente e influências externas. Pessoas que trabalham em período noturno ou que não possuem uma rotina regular para dormir acabam sendo mais vulneráveis.

Serão mais de 20 palestras, que tratarão de assuntos como insônia, efeito de medicamentos, diagnóstico e distúrbios respiratórios, entre outros. Ao fim do sábado, também haverá uma sessão interativa com a apresentação de três casos clínicos.

Fonte: Associação Paulista de Medicina


Cada um no seu quartinho! Como fazer para que a criança durma na própria cama tranquilamente.

QuartinhoQual o momento certo para as crianças passarem a dormir no próprio quartinho? Essa é uma pergunta frequente para pais e mães. Afinal, é muito comum que os bebês se deitem com os adultos nos primeiros anos de vida, pois isso os acalma e ainda promove a qualidade de sono deles.

O desafio é que, com o passar do tempo, o que era para ser temporário passa a ser definitivo. Assim, a criança apenas consegue dormir na companhia dos pais.

Por ser tão importante, selecionamos os tópicos principais sobre esse assunto que vão ajudar na migração da criança para o próprio quarto:

  • A melhor hora para o bebê ter o próprio quarto

Não existe uma data certa. O mais indicado por especialistas é fazer essa mudança assim que os pais se sintam seguros em deixá-lo sozinho no berço. Aos poucos, tanto os adultos como a criança se acostumam com a situação. Entretanto, todos eles concordam que, quanto mais cedo isso acontecer, será melhor para todos.

  • Crianças acima de 4 anos dormindo com os pais não é o cenário mais recomendável

Se as crianças têm entre 4 e 5 anos e ainda querem dormir com os pais, é necessário entender as razões. Nessa idade, a maioria delas já está confiante e com cada vez mais independência. Por isso, se ainda não conseguem dormir sozinhas, é necessário fazer uma investigação psicológica e descobrir os motivos.

Os especialistas recomendam que os pais transformem os quartos dessas crianças em locais divertidos e bastante iluminados. Com o tempo, os pequenos começam a passar cada vez mais horas nesse ambiente – brincando e sem medo do escuro -, até o ponto em que eles estejam seguros o suficiente para passarem a noite inteira sem os pais.

  • A rotina ajuda as crianças

Repetir, todos os dias, certas atividades antes de ir para cama, ajuda a criança a entender qual é a hora de dormir e qual o momento de ficar com os pais. Faça com ela, no mesmo horário, tarefas como escovar os dentes, ler uma história e arrumar a cama. Assim, a criança já entende que é o momento certo para se deitar.

  • Quanto mais tranquilas, mais as crianças ficam no quarto

É comum as crianças terem medo do escuro ou sentir a falta dos pais. Por isso, é sempre recomendável criar uma decoração alegre no ambiente, com os brinquedos e bichos de pelúcia favoritos delas. Outra dica que funciona é colocar uma foto dos pais próximo à cama da criança.

 Evite a tentação de ceder a sua cama

Crianças têm pesadelos e podem ficar assustadas durante a noite. Quando isso acontece, é inevitável que procurem a cama dos pais. O recomendável nesses casos é acalmá-las, e logo em seguida levá-las novamente para a cama delas. Caso contrário, elas irão entender que quando isso acontecer o quarto dos pais estará sempre disponível nessas situações.

 

 

Dormir bem apenas aos fins de semana é insuficiente para a saúde.

712e02d2-624d-4045-8e91-a217504e10c7

 

Segundo um estudo publicado na revista “Current Biology”, cientistas afirmam que dormir um pouco a mais durante o fim de semana não compensa a falta de sono dos dias anteriores. De acordo com o relatório, o ideal é que as pessoas tenham um horário certo tanto para dormir como para acordar.

Não abrir mão de boas noites de sono é fundamental.

Para comprovar essa tese, os pesquisadores dividiram os voluntários em dois grupos. No primeiro, os participantes podiam dormir apenas 5 horas por dia, até mesmo nos fins de semana. No segundo, as pessoas também eram limitadas a dormir 5 horas por dia de segunda a sexta. Já aos sábados e domingos elas tinham a permissão para dormir quantas horas quisessem.

Após o experimento, ficou comprovado que os dois grupos aumentaram o consumo de alimentos à noite, elevaram o peso e ainda apresentaram alterações na saúde metabólica.

Dormir bem faz a diferença na balança.

Como o estudo apontou, os voluntários da pesquisa apresentaram mudanças na rotina alimentar. Com isso, os cientistas alertam sobre os riscos da falta de sono. Além do cansaço, pessoas que dormem pouco podem apresentar sobrepeso e ate mesmo desenvolver diabetes tipo 2.

Ao fim do experimento, os voluntários de cada grupo ganharam, em média, um pouco mais de 1kg.

A rotina é a sua aliada.

Os especialistas apontam que por mais que os efeitos sobre a saúde dos voluntários não seja tão nocivo, é importante alertar que as consequências de noites mal dormidas por um longo período são graves.

Eles afirmam que os adultos necessitam dormir no mínimo 8 horas por dia, e que o horário para dormir e levantar deve ser sempre o mesmo. Afinal, como demonstrado pelo relatório, recuperar o sono apenas aos fins de semana não traz quase nenhum beneficio para saúde.

Fonte: https://www.cell.com/current-biology/pdfExtended/S0960-9822(19)30098-3

 

A importância da escolha do colchão para a saúde.

2fefd4e0-54e7-483c-9857-031a4205e92a

 

Em média, passamos um terço da nossa vida dormindo.

O primeiro e principal passo para ter uma boa noite de sono é escolher um bom colchão – o que, por si só, já é uma tarefa que exige cuidado. Afinal, as horas que você passa dormindo afetam diretamente a saúde e qualidade de vida, então é preciso encontrar o melhor modelo para você.

E como escolher um bom colchão? Existem diversos produtos e tecnologias disponíveis no mercado. Por isso, a escolha não é tão simples. É preciso conhecer o produto, saber o que está adquirindo, se é um produto de confiança e certificado.

A escolha de um bom colchão proporciona melhor saúde e bem-estar, fornece energia para as tarefas do dia a dia e estimula a produtividade no trabalho.

Diferença entre os colchões

Qual modelo de colchão escolher?

A escolha do colchão irá variar de acordo com o biotipo e as necessidades físicas de cada pessoa.

Um dos principais fatores que influenciam na escolha do colchão é o material com o qual ele é confeccionado. Conhecer os tipos de mola, espumas e a tecnologia por trás da confecção do material ajudará no processo de decisão.

Contudo, o ideal é sempre buscar a ajuda de um profissional técnico ou médico e testar o colchão antes de comprar.

Colchão de espuma

Quem prefere dormir em um colchão de espuma deve considerar na hora da compra a densidade indicada, que varia de acordo com a altura e peso de quem vai usá-lo.

“Quanto maior a densidade, melhor o colchão”, não existe essa relação. Existe uma densidade adequada para cada biotipo. É importante respeitar essa adequação, pois colchões de altas densidades poderão trazer problemas para pessoas mais leves, enquanto colchões de densidades baixas deformarão se forem utilizados por pessoas mais pesadas.

Visco

O colchão de visco oferece ao seu corpo a superfície de maior conforto disponível no mercado, com a melhora na circulação sanguínea e o suporte para as articulações sendo seu grande diferencial.

Molas Superpocket Ensacadas Individualmente

A grande vantagem é que as molas conseguem se adaptar ao corpo de cada pessoa que deita nele. E por conta da estrutura de molas ensacadas costuradas individualmente, uma pessoa não sente quando outra se mexe na cama. Por isso, o colchão com Molas Superpocket Ensacadas Individualmente é ideal para casais.

Molas Nanolastic Bicônica

Os colchões de molas da Ortobom não fazem barulho. As Molas Nanolastic Bicônicas são em formato de cones invertidos, em que cada elo superior é maior do que o inferior, não havendo assim atrito entre eles quando a mola é flexionada. Dessa forma, não mais ocorre o barulho que tanto atrapalhava o nosso sono.

Preciso escolher um modelo com selo de certificação?

Atualmente, o mercado de colchões possui uma série de normas e padrões a serem cumpridos. Essas normas e padrões são constantemente testados e certificados por órgãos competentes. A certificação de um produto garante ao consumidor que ele está adquirindo um produto de qualidade.

São colchões produzidos dentro de padrões preestabelecidos. São testados e avaliados, fazendo com que esses produtos sejam de qualidade assegurada ao consumidor. O selo do Inmetro inserido em nossos produtos de espuma, madeira e molas reforça que a Ortobom é uma empresa que tem como principal compromisso fornecer qualidade, conforto, segurança e saúde para os nossos milhões de clientes espalhados em todo o país.

Qual a melhor posição para dormir?

O uso de colchão inadequado pode causar dores, principalmente na região lombar. A lombalgia piora quando dormimos de barriga para baixo. Quando estamos de lado, a coluna fica reta.

Do ponto de vista médico, a recomendação é de que o colchão seja firme. A posição de lado é mais indicada para que a coluna permaneça alinhada da cabeça aos pés, mantendo o fluxo sanguíneo. De preferência, coloque um travesseiro no meio das pernas para relaxar a lombar.

Ainda tem dúvida sobre a escolha do colchão? Entre em contato conosco pelas redes sociais. Teremos prazer em ajudar!

Dormir bem para ser feliz.

O sono é essencial para o bem-estar físico e psicológico.

Durante o sono, seu corpo produz vários hormônios, entre eles a melatonina, que não só regula o momento de dormir, como participa da reparação das células.

Uma boa noite de sono traz também equilíbrio geral ao organismo, regula a temperatura corporal e propicia boa memória. Assim, é possível observar que uma boa noite de sono e a felicidade caminham juntas.

“Cuidar da qualidade do sono é tão importante quando fazer exercícios e se alimentar de forma saudável”, diz Marcio Tannure, ortopedista especializado em traumatologia do esporte.

Confira no vídeo a entrevista completa.

Alimentos que contribuem para a felicidade e o sono.

Você sabia que a alimentação também influencia no humor e na felicidade?

Mudar a forma como você se alimenta vai transformar a sua vida e trazer mais felicidade e bem-estar. O corpo responde de maneiras diferentes aos alimentos que você consome.

Confira no vídeo as dicas da nutricionista Gisele Paiva sobre alimentação saudável. Gostou do vídeo? Comente e compartilhe!

 

Mindfulness: o poder da mente amplia sua felicidade.

Mindfulness é um estado de atenção plena, que é a base da inteligência emocional e da construção de relações mais saudáveis. Exercitar e atingir o mindfullness é o caminho para uma performance melhor no trabalho e uma vida pessoal mais equilibrada e feliz.

Vitor Friary é psicólogo e especialista em mindfulness. Neste vídeo, ele te dá todas as informações sobre esta técnica. Compartilhe para que mais pessoas possam ampliar o conhecimento sobre mindfulness e felicidade!