Como escolher o colchão ideal?

capa

 

O colchão é determinante na qualidade do seu sono. Se ele não estiver de acordo com o seu biotipo ou estiver danificado por tempo de uso ou má qualidade, mesmo que você tenha todas as condições para dormir bem, não dormirá. Portanto, não poupe esforços nestes dois acessórios: colchão e travesseiro. É bom lembrar que o colchão é muito mais usado do que o carro, o sofá, a televisão, o fogão, os sapatos, pois é usado durante toda a vida, por 8 horas ininterruptas diárias.

Como escolher o colchão?

Procure lembrar, na sua história de vida, se você se adaptou melhor aos tipos macio ou firme. Depois, se eram de espuma, mola ou caixa ortopédica (os três tipos mais comuns). Dê preferência ao modelo e tipo a que você já se habituou, salvo se sua experiência vem sendo ruim.

Todo colchão deve exercer uma função ortopédica para seu usuário. Para isso ocorrer, precisamos combinar o colchão com o biotipo do usuário. Existem modelos que são polivalentes, ou seja, são ortopédicos para qualquer biotipo de usuário, porém, é preciso consultar

uma loja especializada. Existem muitos colchões chamados de ortopédicos que, entretanto, não o são, a exemplo de um modelo oriental vendido de porta em porta, o qual contraria o princípio básico de ortopedia.

O que é colchão ortopédico?

11111111111111Todo colchão deve ceder, nas devidas proporções, às curvaturas do corpo sem que o mesmo afunde como um todo ou desproporcionalmente. Resumindo: quando deitamos num colchão que tem função ortopédica, seria como se deitássemos num local sem gravidade e o corpo ficasse flutuando, com as curvas de sua anatomia em perfeito estado, sem influência de qualquer força ou pressão.

Imagine-se deitado num colchão e alguém bate uma foto sua. E após isso, com um computador, eliminarmos o colchão da foto e visualizarmos apenas você. Se a sua postura estiver natural, tipo flutuando no ar, mantendo sua coluna em estado natural, certamente esse colchão é ortopédico.

Dormir em cima de uma tábua de madeira rígida revestida com uma fina camada de espuma é um crime para a anatomia do corpo.

Colchões de espuma

ESPUMAExistem tabelas que indicam qual a densidade da espuma de poliuretano ideal para cada biotipo. (Veja pág. 59). Diante disso, podemos afirmar que determinado colchão pode ser ortopédico para uma pessoa de 70 kg e 1,75 m, mas para uma pessoa de 100 kg e 1,80 m, não.

Colchões de mola

Existem recursos como as molas bicônicas, que têm resistência progressiva, funcional como um feixe de mola. Ou seja, a resistência do colchão é proporcional ao peso da pessoa.
Assim, quanto mais peso se coloca sobre as molas, mais elas trabalham para oferecer uma resistência que estabilize o corpo numa posição confortável.
Pode-se ainda optar pelo sistema de molas superpocket (são molas individuais). Esse processo baseia-se no sistema de suspensão independente, que é usado nos veículos, em que se uma das rodas sofre a pressão de uma pedra, esta roda se move, já as outras ficam no estado natural. No colchão ocorre o mesmo: se o ombro e o quadril são as partes mais proeminentes do corpo, as molas que os suportam sofrem variação. Já as demais ficam intactas, sustentando o corpo, dando total anatomia ao usuário.

Colchões de caixa ortopédica

Certifique-se de que o colchão possua, no mínimo, 5,0 cm de espessura na camada de espuma. Isso fará com que o corpo afunde nas devidas proporções no quadril e no ombro e garantirá a postura adequada durante o uso. A densidade mínima para esse tipo de colchão é de
28 kg/m³.

Colchões de látex

Têm o mesmo princípio da espuma. Dependerá da densidade, porém dificilmente você encontra a tabela de adequação de peso e altura, a qual, para o látex, é diferente da espuma de poliuretano.22222222222

Quando você sabe que está na hora de trocar seu colchão?
Todos temos o costume de não nos desfazermos de alguns objetos: chinelos, aquelas velhas sandálias ou o confortável paletó azul. É uma realidade que todos os bens vão tendo sua qualidade diminuída com o uso e o passar dos anos. Um colchão, inevitavelmente, também.

Como é difícil lembrar quando mudamos a última vez de colchão, sugerimos realizar o seguinte questionário, uma vez por ano, para garantir um correto descanso:box final

A aromaterapia e a saúde: os benefícios para a sua vida.

    WhatsApp Image 2018-07-16 at 11.25.44

     

    A aromaterapia é um ramo da fitoterapia que estuda as substâncias aromáticas, sendo os óleos essenciais os ativos dessa terapêutica. É um tratamento natural que já é utilizado popularmente na Europa há mais de 80 anos. Hoje em dia, a aromaterapia tem sido bem difundida em todo o mundo, sendo considerada uma terapia alternativa que é utilizada por diversos profissionais de saúde.
     
    Quais as áreas que utilizam a aromaterapia?
    A aromaterapia é praticada de muitas maneiras por diferentes grupos de pessoas, inclusive por médicos, psicoterapeutas, profissionais de estética, terapeutas de massagem, aromaterapeutas e até leigos.
    É utilizada na área estética, por oferecer resultados surpreendentes em procedimentos faciais e corporais, em tratamentos complexos como celulite, gordura localizada, rejuvenescimento, ou até mesmo, na limpeza de pele.
    No que se refere a estresse e ansiedade, estudos mostraram a utilidade da aromaterapia, obtendo redução dos níveis de ansiedade e estresse após terapias com óleos essenciais em diversos grupos sociais.
     
    O que são óleos essenciais?
    Os óleos essenciais são compostos químicos naturais, complexos e altamente voláteis, caracterizados por um aroma forte e produzidos como metabolitos secundários de plantas aromáticas, sendo compostos por moléculas químicas de alta complexidade. São usados em três gêneros de produtos: alimentícios, perfumaria e medicamentos. Podem atuar de diversas maneiras no organismo e podem ser aplicados diretamente na pele ou inalados.
    Cada óleo essencial, de acordo com a sua composição química, atua de forma diferente no nosso organismo, tendo um específico para cada objetivo. Os óleos essenciais podem, também, ser combinados com outros óleos que têm ação sinérgica, trazendo resultados ainda mais interessantes.
     
    Qual o objetivo da aromaterapia?
    A aromaterapia tem como principal objetivo equilibrar o corpo e a mente, sendo dividida em três principais ramos:
     
    Dermatológica: visa tratar diversas desordens deunhas, pele e cabelo, como micoses, queda de cabelo, feridas, hematomas, além de trazer benefícios estéticos (para a celulite, estrias, desidratação da pele).
     
    Aromacológica: inclui os benefícios que os óleos essenciais trazem para a área psíquica e emocional. Existem óleos com ação estimulante, que trazem segurança, autoestima, criatividade, relaxamento e bom-humor.
     
    Terapêutica: medicina alternativa para diversas doenças e desordens.
     
    Como utilizar a aromaterapia?
    A aromaterapia é muito versátil: os óleos podem ser usados de várias maneiras, podem ser ingeridos, utilizados em cremes de massagens, inalações, banhos de imersão, compressas, sabonetes, escalda pés, aromatização de ambientes, entre outros. Lembrando que alguns óleos essenciais não podem ser aplicados diretamente sobre a pele, devendo ser diluídos em óleos 100% vegetais.

Conselhos para comprar seu colchão

CAPA
 
Não tenha vergonha: teste o colchão. Você deve optar pelo colchão após experimentá-lo na loja: teste em todas as posições de uso. É fundamental experimentar mais de um tipo para poder estabelecer um referencial. Tente se imaginar usando-o todos os dias e após isso, decida.

 Leve seu companheiro ou companheira
Saia para escolher com seu/sua companheiro(a). Lembre-se que será um bem compartilhado.

Saia com tempo para escolher
Saia quando não estiver com pressa, sem outra necessidade e disposto a ouvir. Essa decisão influenciará o resto da sua vida.
Saia para escolher, vestido comodamente e com um sapato fácil de tirar, para permitir que você possa deitar-se com facilidade.

Não compre sem se deitar
Você não compraria um sapato sem prová-lo, nem uma cadeira sem sentar-se nela. Não é suficiente sentar-se ou tocar no colchão.
Não tenha vergonha. Uma vez deitado, realize alguns movimentos e depois fique tranquilo por uns minutos, concentrando-se no que sente.

 Peça ao vendedor dados, folhetos, amostras e toda informação que comprovar os princípios básicos de saúde, conforto, estética e principalmente ortopedia.
Pense em seu travesseiro. Seria bom mudá-lo também? Compre um produto que lhe dê o maior benefício. Compre um produto, não um preço. Compre o melhor produto que possa pagar. É um investimento do qual não se arrependerá.

Não economize
 Não deixe que 10% ou 20% a mais no preço façam com que leve um produto que pode se transformar numa dor de cabeça.

Procure uma empresa séria. Dar ouvidos a oportunistas interessados em obter uma venda significa risco, o qual você não precisa correr. Essa decisão de compra será fundamental para a sua qualidade de vida.

 

Conselhos para um melhor descanso

Conselhos-para-um-melhor-descanso

O  que você faz ou não faz do amanhecer ao entardecer causa um enorme impacto sobre o seu descanso da noite até a manhã. A melhor maneira de garantir um bom sono noturno é revisar as atividades que você desenvolve muito antes de ir para a cama. Estes são os treze conselhos para ajudá-lo a descansar melhor:

Faça exercícios regularmente

Com mais de vinte ou trinta minutos diários de caminhada, jogging, natação, bicicleta ou a prática de algum esporte 3 vezes por semana, você alcançará sua meta de chegar à cama relaxado, tanto física quanto mentalmente. O melhor momento para realizar exercícios que beneficiem um bom sono noturno é pela manhã.

Cuidado com os estimulantes

 Os amantes do café, chá, chocolate e refrigerantes devem saber que os efeitos dos estimulantes desses produtos, consumidos em excesso,

continuam presentes de duas até quatro horas depois da ingestão. Ao ingerir substâncias que contenham estimulantes, ao final da tarde ou durante a noite, contribui-se para a diminuição da promoção do sono e para o aumento dos possíveis “Despertares Súbitos”.

Beba com moderação

 Embora o álcool seja o mais antigo e mais popular sinônimo do sono, deve-se ter cuidado com a quantidade e com o horário em que é ingerido. Muito álcool no jantar provocará uma falsa ideia de sono melhor. Dorme-se mais precocemente, mas diminui a quantidade de sono profundo.

Busque qualidade e não quantidade

Seis horas de sono profundo podem fazer com que você se sinta melhor do que oito horas de sono leve e interrompido. Não se deve dormir mais do que o necessário. A medida será dada pelo quanto você irá se sentir bem na manhã seguinte. Se você sentir que recarregou adequadamente suas baterias com seis horas de sono, não será porque você dormiu pouco e sim porque dormiu o suficiente.

 Não fume

A nicotina é ainda mais estimulante do que a cafeína. Os fumantes têm dificuldades para dormir, despertam com facilidade e têm fases do sono profundo mais curtas. Comprovou-se que o fumante aumenta sua qualidade de sono quando deixa o hábito de fumar.

 Mantenha horários regulares

Trate de levantar-se sempre na mesma hora, não importando a hora em que tenha ido deitar-se. Se você se deita tarde na sexta-feira e no sábado para levantar-se muito tarde no domingo, com certeza na segunda-feira terá problemas no trabalho, pois no domingo à noite terá sofrido de insônia. Se viajar muito, tente conservar sua rotina e volte a ela logo que puder.

 Se você tem problemas para dormir à noite, não durma à tarde

Muitas pessoas têm inclinação natural a tirar uma soneca após o almoço e, sem dúvida, essa tendência avança com a idade. Mas, se ela atentar contra seu sono noturno, quando sentir sonolência durante o dia trate de evitar dormir, realizando alguma atividade física que estimule a pulsação durante dez minutos; isso acelera o metabolismo, espantando o sono.

Deixe suas preocupações e planos para outro momento

 Antes de deitar-se escreva uma lista de coisas que deverá fazer ou seus planos para o dia seguinte. Tal tarefa irá tirar de seus ombros a responsabilidade de lembrar e isso relaxará seu inconsciente. Se seguir discutindo com eles e mentalizando-os, não irá resolvê-los nem conseguirá relaxar.

Não se deite após ter comido em excesso ou sem ter comido

Se comer muito antes de se deitar, obrigará o sistema digestivo a trabalhar demais. Talvez sinta uma sonolência agradável, mas logo terá sensação de peso, que não o deixará dormir bem, além de aumentar a chance de refluxo.

Por outro lado, se estiver fazendo dieta, não durma sem comer algo de baixa caloria. Não se pode tentar dormir enquanto se discute com o estômago. Todo tipo de incômodo orgânico ou físico contribui para o “despertar súbito”, impedindo o sono profundo.

 Desenvolva um ritual de sono

As crianças leem ou escutam histórias e rezam suas orações antes de dormir. Você pode escolher seu ritual: escutar alguma música, relaxar os músculos, tomar uma ducha ou ler um livro pode ajudá-lo a conciliar o sono. O importante é que, uma vez escolhido o ritual, este deve ser repetido todas as noites.

Ambiente agradável

Um ambiente agradável é fundamental. Deixe o quarto bem escuro, evite lugares barulhentos e, se possível, regule a temperatura. É fundamental um bom colchão, assim como bons travesseiros e roupas de cama: eles fazem grande diferença.

Atividades na cama

Evite ler, falar ao telefone, trabalhar ou comer na cama. Ela não deve ser associada a outras atividades além de dormir e sexo. Isso garantirá um ato mecânico a seu organismo. Toda vez que o inconsciente começa a decodificar seu ritual para dormir, seu corpo imediatamente funcionará para que tudo esteja de acordo.

Relaxamento muscular

Atos como banho quente (preferencialmente de banheira), sauna, alongamentos e massagens relaxam os músculos, o que ajuda bastante o sono durante a noite. É preferível que sejam feitos pouco tempo antes de deitar-se.

RELAXE – AMBIENTE AGRADÁVEL

Outras dicas para um melhor descanso:

  • Tome uma xícara de chá digestivo ou uma xícara de leite quente antes de deitar-se. Cuidado para não beber chá que possua cafeína;
  • Respire profundamente cinco vezes e a cada vez que o faça conte e pense: “estou relaxando e lentamente dormirei”, concentrando-se somente nessa mensagem;
  • Se não conseguir dormir em trinta minutos, levante-se, mude de ambiente, escute música, leia e somente volte para a cama se acreditar que poderá dormir. Repita o método. Se passar outros trinta minutos, volte a se levantar;
  • O objetivo é conseguir que seu cérebro associe a cama com um lugar onde se dorme. Existem outras formas utilizadas para conciliar o sono diminuindo as tensões e preocupações do cérebro: trate de se auto-hipnotizar repetindo frases ou imaginando ver e seguir o movimento de um relógio de pêndulo. Proponha-se a ficar acordado: talvez não consiga;
  • Encurte o tempo que consegue dormir;
  • Faça jogos mentais, recorde textos, imagine objetos ou animais, jogando com uma cor repetitiva, recite o alfabeto e depois pense em nomes de pessoas que incidem com cada letra, recite palavras mudando as vogais;
  • Utilize som de relaxamento, tipo Ioga.

Dr. Odir Souza, renomado fisioterapeuta, explica um pouco sobre o que todo o Brasil quer saber.

CAPA-BLOG_1200x663px

Segundo notícias, o Marcelo apresentou um quadro de Espasmo Muscular do Periforme, que é um músculo que se localiza na região de quadril, próximo à área profunda das nádegas, com sequela de lombalgia (Dor na região Lombar).

O Periforme é um músculo estabilizador da pelve e auxilia na abdução e rotação externa do quadril e coxa.

Diversas causas acompanham este tipo de lesão, tais como:

– Variações anatômicas;

– Exercícios excessivos para glúteo e traumas na região.

A prevenção se dá pelo reequilíbrio das forças musculares, bem como alongamentos.

De acordo com as declarações na mídia pelo médico da seleção, o colchão pode ser uma das causas. Faz sentido pelas variações anatômicas que acontecem quando dormimos, onde a melhor posição é deitada de lado, a coluna fica com seu eixo alinhado e colocando um travesseiro entre a distância do ombro e a cabeça para nivelar e uma almofada entre os joelhos. Não é recomendado dormir de barriga pra baixo.

O colchão ideal é um item importante na hora de relaxar. Existem produtos onde a densidade da espuma varia de acordo com o peso da pessoa, algumas pessoas preferem o colchão mais mole ou mais duro. Mas o colchão deve ser firme e sustentar a coluna, de acordo com as camadas de espuma e a variedade das molas. É de suma importância que as pessoas experimentem nas lojas o colchão que melhor se adapta ao seu corpo.

Vejo que esse espasmo pode ser aliviado com o uso de medicamentos e a fisioterapia, onde podem ser utilizadas técnicas de Eletroterapia e Termoterapia para melhorar a oxigenação do músculo, bem como retirar a dor e associado ao trabalho na piscina com alongamentos e complementando com exercícios específicos de reequilíbrio muscular para a região lombar.

Tive uma experiência parecida com essa, pois na Copa do Mundo de 2010, onde o goleiro Júlio César apresentou um quadro de espasmos, provocado por uma Hérnia e protrusão discal em um amistoso na África a uma semana de estrearmos no Mundial.

Usei esta metodologia de trabalho e consegui recuperá-lo neste período, onde participou de todos os jogos da Copa do Mundo da África do Sul 2010.

Acredito que, com o trabalho intensivo e a competência dos profissionais, poderemos contar com o Marcelo para próxima partida, pois o prognóstico é favorável e normalmente a recuperação é de, no máximo, uma semana em atletas.

Odir de Souza

Fisioterapeuta, Profº de Educação Física, 15 anos como Fisioterapeuta da Seleção Brasileira de Futebol Profissional, Mestre em Ciência da Motricidade Humana, Coordenador do Curso de Fisioterapia da Faculdade Gama e Souza e Conselheiro do Conselho Regional de Fisioterapia (CREFITO II).

 

Exercícios de alongamento

Voltados para o aumento da flexibilidade muscular, o alongamento é uma parte importante para se manter uma boa saúde e um bom condicionamento físico. Com uma rotina de exercícios para alongamento, é possível melhorar a amplitude de um movimento, aumentar a circulação sanguínea e acalmar a mente – o que pode ajudar a evitar lesões e doenças, além de proporcionar uma melhor noite de sono.

Pensando no seu bem estar, separamos algumas dicas de exercícios de alongamento, que te permitirá relaxar e acalmar a mente. Assista ao nosso vídeo, conduzido pela Renata Silveira (Educadora Física e Professora de Dança), e procure fazer a série completa pelo menos uma vez por dia para começar a sentir os benefícios.

Iluminação no quarto de dormir

Blog_Imagem_iluminacao-perfeita

Cecília Leles é arquiteta, designer de interiores e pós-graduada em iluminação. É proprietária do escritório Leles Arquitetura e produtos, onde desenvolve projetos com foco luminotécnico.
Cecília Leles é arquiteta, designer de interiores e pós-graduada em iluminação. É proprietária do escritório Leles Arquitetura e produtos, onde desenvolve projetos com foco luminotécnico.

Tudo iluminado fica mais bonito.  Luz traz vida, conforto e alegra o ambiente. E nada melhor do que chegar em casa depois de uma dia de trabalho e ter um quarto bem aconchegante. Para isso, o mais indicado é apostar em uma iluminação agradável.

Já ouviram falar em projeto luminotécnico? Esse trabalho é realizado para equilibrar a luz natural e a luz artificial, proporcionando conforto visual, funcionalidade e economia. Um bom projeto luminotécnico faz a diferença em qualquer ambiente.

Acredite! A iluminação é tão importante quanto a distribuição do mobiliário e das peças de decoração. Luz é a ‘alma’ do projeto, uma vez que proporciona brilho e sofisticação ao ambiente e, acima de tudo, traz o conforto que você precisa.

Eu comparo a iluminação com as alegrias da nossa vida! Quanto mais alegrias temos, mais bonita fica nossa vida. E os projetos, os ambientes são exatamente dessa maneira: quanto mais iluminamos, mais bonitos e confortáveis ficam!

É claro que tudo precisa ser feito dentro dos limites e com bastante estudo. A ideia não é simplesmente colocar lâmpadas em todos os lugares, sobrecarregar o lugar e ainda gastar uma fortuna com energia elétrica. A luz deve estar em sintonia com a decoração para cumprir sua função, proporcionando conforto visual e estético.

Para chegar a tal sintonia é necessário seguir algumas “regrinhas básicas”! E não é assim com a nossa vida? Para sermos felizes temos que aprender algumas regrinhas.

Vamos a algumas dicas para iluminação de um quarto de dormir ideal:

  • As lâmpadas devem ser “amarelas” ou “brancas”?
    Para um quarto de dormir eu sempre indico as lâmpadas “amarelas” ou seja, 2.700K. Essa é a temperatura de cor da luz do sol, vocês sabiam? A luz “amarela” traz mais conforto e aconchego ao ambiente.
  • Utilize iluminação indireta.
    Nos quartos de dormir use e abuse da iluminação indireta. A Iluminação indireta é mais confortável, não ofusca. Já a iluminação direta (com pontos de dicróicas, por exemplo) é mais agressiva aos olhos! Para proporcionar uma iluminação indireta, o ideal é fazer detalhes no gesso! Mas cuidado! Essa é uma tarefa importante e deve ser bem planejada.

Fazendo os detalhes no gesso você poderá colocar lâmpadas tubulares de led ou fitas de led. Hoje em dia utilizo mais as lâmpadas tubulares de led nos detalhes de gesso, fica mais barato que as fitas de led e proporcionam uma melhor iluminação.

Você poderá colocar também uma iluminação indireta, agora com fita de led, em algum detalhe de móvel.

Existem também as luminárias tipo plafon para sobrepor ou embutir no gesso com luz indireta. Você pode utilizar como iluminação central no quarto. Será eficiente e decorativo ao mesmo tempo!

  • Use balizadores.
    Resumidamente, os balizadores fazem parte de um tipo de iluminação destinada à orientação. Podem ser utilizados para iluminar ou sinalizar. Use os balizadores à vontade! Podem ser de led ou com lâmpada comum. O ideal é deixar acesos a noite toda, para balizar o ambiente. Por isso, a dica é utilizar lâmpada de Led, já que o consumo é mais baixo. Para quarto de crianças é bem interessante.
  • Leds!
    Sempre indico as lâmpadas de led em 100% dos meus projetos. Já têm bom preço e muitas já têm selo do Inmetro. Procure este selo!
  • Faça uma boa setorização da iluminação.
    Se o seu quarto tiver vários pontos de luz, divida os acendimentos nos interruptores. Exemplo: Se você tem um pendente de cada lado da cama coloque interruptores individuais. Assim o marido não atrapalhará o sono da esposa!

Qualquer dúvida ou ajuda escrevam para cecilia@lelesarquitetura.com.br terei o maior prazer em ajudar vocês a deixarem o ambiente mais iluminado e a vida mais feliz!

 

Alimentos e digestão no período noturno

Blog_Imagem_periodo-noturno

Patricia Davidson Haiat foi a primeira Nutricionista Funcional do Rio de Janeiro e uma das pioneiras no Brasil.
Patricia Davidson Haiat foi a primeira Nutricionista Funcional do Rio de Janeiro e uma das pioneiras no Brasil.

Alguns alimentos “pesam” mais que outros para algumas pessoas, principalmente à noite. Como o período noturno é um momento que o corpo precisa estar relaxado para se preparar para o sono, alguns alimentos não são indicados, já que são mais inflamatórios e de digestão mais difícil.

Alimentos a base de trigo (pão, torradas, pizza e macarrão) e lácteos de vaca (queijos, leite, creme de leite) são os campeões da má digestão. Tanto o trigo quanto o leite de vaca possuem proteínas que não são bem digeridas. Mas algumas pessoas têm maior sensibilidade e sentem mais efeitos adversos, tais como azia, gases, pesadelos, suores noturnos e má qualidade no sono.

A carne vermelha também interfere na digestão de muitas pessoas. No entanto, quando corrigimos a alimentação como um todo e ajustamos a parte digestiva com nutrientes, enzimas e probióticos, elas passam a tolerar a carne de uma forma melhor na maioria das vezes.

O excesso de carboidrato à noite (como batatas, arroz, farofa e macarrão) também prejudicam a digestão e a qualidade do sono, podendo provocar pesadelos e suores noturnos.

O ideal é você identificar quais são os alimentos que não estão te fazendo bem e, a partir disso, retirá-los por um período para que o corpo volte a se realinhar e a se recuperar. No geral, uma alimentação mais leve no jantar, baseado em vegetais e legumes (podendo ser através de sopa) e carnes brancas – como peixe e frango – são mais tolerados pelo organismo.

Outra estratégia é também lançar mão de opções vegetarianas, como cogumelos (shiitake, shimeji), grão de bico, quinoa, raízes como inhame, batata baroa, batata doce e outros. Chás digestivos também são indicados, como hortelã, espinheira santa e gengibre, além dos calmantes, como melissa e camomila: a mistura dos dois ajuda muita gente a pegar no sono mais rápido.

Mas cada um desses ajustes dependerá do seu objetivo e da orientação do seu nutricionista. Cuide da sua alimentação e garanta mais qualidade de sono e de vida!

Frutas para o sono

blog_imagem_fruta-sono

Yasmim Amorim é nutricionista, coaching em emagrecimento e qualidade de vida e professional nutrition coaching. É sócia proprietária do Instituto de Saúde e Bem-estar.
Yasmim Amorim é nutricionista, coaching em emagrecimento e qualidade de vida e professional nutrition coaching. É sócia proprietária do Instituto de Saúde e Bem-estar.

É comum ouvirmos queixas de pessoas com cansaço e indisposição durante o dia, mas que quando anoitece e se deitam, o sono desaparece. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 40% da população dorme mal e apresenta alguma das 80 síndromes listadas pela Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono. Por conta disso, a qualidade de vida é diretamente afetada.

Uma das coisas que pode auxiliar nesse processo é a alimentação: o que você come antes de dormir interfere na qualidade do seu sono e na sua disposição diária. Os alimentos que auxiliam nesse processo são ricos em triptofano, um aminoácido que regula os níveis de serotonina no cérebro e diminui a atividade do corpo, contribuindo para o relaxamento.
Mas tome cuidado! Alimentos ricos em açúcares e de alto índice glicêmico
podem prejudicar todo esse processo e ainda contribuir para o ganho de peso. Isso acontece porque o açúcar deixa o corpo em estado de alerta e agitação. Esse estado pode acontecer até mesmo com a frutose (açúcar das frutas). Caso queira consumir uma fruta antes de dormir, opte pelas de baixo índice glicêmico e que possam contribuir com o processo do sono.

Algumas boas opções:
– Abacate: auxilia na modulação de cortisol (hormônio do stress) e pode contribuir com a produção de melatonina (hormônio que estimula o repouso).
– Coco: excelente fruta, que possui muita fibra e pouco açúcar, sendo de baixo índice glicêmico e que trás saciedade durante as horas de sono.
– Maracujá: fruta de baixa carga glicêmica e rica em fitoquímicos. Além disso, possui poder calmante, contribuindo para o processo de relaxamento.

Mas fique atento. Essas frutas são excelentes opções in natura. Não deve ser adicionado açúcar, mel ou outros açúcares e adoçantes, já que podem prejudicar seu poder benéfico para o sono.