Como decorar um quarto compacto?

quarto-pequeno-Cores, prateleiras, acessórios: tudo pode influenciar

A maioria dos apartamentos modernos têm quartos menores do que antigamente. Isso é resultado do crescimento das cidades e de novos conceitos como simplicidade, otimização de espaços, serviços compartilhados, enfim: tornar a vida mais simples e prática.

Antes de mais nada, meça todo o ambiente, porque qualquer cantinho poderá ser aproveitado. Feito isso, veja algumas dicas:

1- É essencial evitar o excesso de móveis e garantir a boa circulação de pessoas, usando peças de tamanho adequado. Escolha uma cama tipo “viúva” e deixe um espaço de pelo menos 70 cm em volta.

2-Retire itens que ocupem muito espaço no quarto. Um exemplo é o criado-mudo. O móvel pode ser substituído por prateleiras ou ficar somente em um lado da cama. Escrivaninhas, racks e cômodas também podem ser retirados da decoração.

3- A televisão pode ser acomodada na parede. Os novos modelos permitem até tamanho de tela bem maiores, sem comprometer o espaço do quarto.

4- Menos é mais! Não é necessário encher as paredes de armários superiores. O ambiente clean dá mais leveza e objetos maiores como malas e casacos pesados podem ser guardados em outro cômodo da casa. O importante é deixar o quarto com apenas o essencial.

5- Existem diversos modelos de prateleiras, tamanhos e estilos para você escolher como e onde colocar. As mais curtas são perfeitas para ficar ao lado da cama com mão francesa, mas você também pode escolher as mais longas e colocar na parte superior da parede onde fica a cabeceira. A ideia é enfeitar e ganhar espaço para livros, caixas e porta-retratos.

6- Portas de armário com espelhos ampliam o ambiente. Não precisa ter em todas as portas; basta uma, e opte por armários com porta de correr.

7- Em vez de escrivaninha, uma prateleira de apoio suspensa, com cadeira de rodinhas sem braços, é o suficiente para o notebook.

8- Existem modelos de closets abertos, que deixam o quarto mais amplo. Mas nesse caso, o closet precisa estar sempre arrumado e organizado.

A Ortobom tem vários modelos de camas para você escolher a ideal, sem ocupar espaço. Veja modelos de cama de viúva aqui: https://bit.ly/2PAOb1B

 

Porque incluir fibras na sua dieta

31As fibras são um tipo de carboidrato que o corpo não dilui, como ocorre com os outros tipos de carboidratos. Ela não pode ser dividida em moléculas de açúcares, por isso não aumenta o índice glicêmico.

Ela passa pelo organismo sem ser digerida, mantendo o seu sistema digestivo limpo e saudável, aliviando os movimentos intestinais, eliminando o mau colesterol e os agentes cancerígenos nocivos do corpo.

As fibras são divididas entre as solúveis em água e as não solúveis. As primeiras, por se ligarem à água, transformam-se em uma espécie de gel capaz de eliminar as gorduras das artérias e evitar que elas sejam absorvidas pelo intestino. Já as fibras insolúveis são as verdadeiras responsáveis por regular o funcionamento do intestino.

Veja alguns motivos para inserir fibras na sua dieta:

  • Auxilia na saúde do coração
  • Melhora a sua pele
  • Reduz o risco de hemorroidas
  • Reduz o risco de cálculos biliares e cálculos renais
  • Ajuda a manter a saúde intestinal
  • Reduz os níveis de colesterol
  • Ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue

Alguns alimentos ricos em fibras são:

Abacate, pera, amora, morango;

Ervilhas, vagem, quiabo;

Abóbora cabotiá;

Repolho, espinafre;

Cebola;

Grão de bico, lentilhas;

Nozes;

Semente de chias;

Quinoa.

 

Fonte: https://bit.ly/2Sx3qe1

O poder da respiração

17

Respirar do jeito certo ajuda a dormir melhor

Depois de um dia tenso, basta chegar em casa, tirar os sapatos e se jogar no sofá para relaxar, certo? Errado. Os efeitos da tensão e preocupações acumuladas ainda permanecem, dificultando o sono profundo e podendo até trazer pesadelos.

Por isso é tão importante exercitar a respiração antes de se deitar.

A respiração profunda ajuda a relaxar, emocionalmente e fisicamente, liberando substâncias calmantes no cérebro e no corpo. Os músculos ficam menos tensos, os batimentos desaceleram e somos tomados por uma sensação interna de paz.

A inspiração correta deve fluir suavemente e de forma profunda e uma expiração longa consegue livrar muitas tensões.

Na cultura oriental, a respiração é vista como fonte de energia. O controle da respiração reduz a pressão arterial e a frequência cardíaca, permitindo que o coração trabalhe sem sobrecarga.

Exercícios de respiração

Sente-se de forma confortável em um lugar quieto e respire naturalmente. Relaxe, focando as sensações de seu estômago, peito ou narinas. Se sua mente vagar, traga sua atenção de volta à sua respiração.

Deixe o ar entrar em seu corpo, sempre pelo nariz, enquanto você conta, lentamente, até três. Segure o ar nos pulmões, sempre contando até três. Depois, solte o ar lentamente, no mesmo tempo. Após a expiração, mantenha-se sem ar, contando lentamente até três também.

Expire pela boca, deixando o ar sair completamente e fazendo um barulho meio de ‘oooosh’;

Feche a boca, encoste a ponta da língua no céu da boca e inspire silenciosamente pelo nariz contando 4 segundos;

Pare de respirar, segure o ar nos pulmões e conte 7 segundos;

Expire completamente pela boca por 8 segundos, fazendo ‘oooooh’ de novo;

Inspire novamente por 4 segundos e repita, até completar quatro inspirações.

Outubro Rosa: uma campanha de todos nós

De acordo com os dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que cerca de 60.000 novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil por ano. A cada 100 mil mulheres, cerca de 50 desenvolvem a doença. Porém, quando detectado precocemente, o câncer de mama tem cura em 90% dos casos! É neste ponto que o Outubro Rosa tem cumprido o seu papel. Durante todo o mês de outubro, devemos unir forças para ajudar a campanha mundial de conscientização do câncer de mama.

Mais do que levantar dados, a campanha visa garantir às mulheres atendimento, assistência médica e suporte emocional, através de prevenção, diagnóstico e tratamento de qualidade.

A mamografia é a melhor forma de prevenção, mas o autoexame preventivo também ajuda detectar a doença.

Confira, nas imagens abaixo, como fazer o autoexame preventivo:
01Primeiro, levante o braço esquerdo, colocando a mão para trás da cabeça.

Com a mão direita, apalpe cuidadosamente a mama esquerda, fazendo movimentos circulares.

2

Ainda com a mão direita sobre a mama esquerda, faça movimentos convergentes (de fora para o centro) na direção dos mamilos.

 

03

Com a mão direita sobre a mama esquerda, faça movimentos para cima e para baixo.

 

 

4Por fim, com a mão direita, pressione o mamilo esquerdo suavemente e observe se sairá alguma secreção.

 

Repita todos os processos anteriores na mama direita.

A palpação deve ser feita com os dedos das mãos juntos e esticados, com os movimentos acima em toda a mama, indo em direção às axilas.

Nós da Ortobom, entendemos e valorizamos a importância do Outubro Rosa, por isso apoiamos essa ação. Junte-se à causa e ajude mais mulheres a terem essa consciência!

 

Velas Aromáticas

Post-blog-velas-aromaticasAlém de serem ótimos itens decorativos, as velas aromáticas podem trazer ótimas sensações, com aromas que podem estimular funções do organismo a nível sensorial e extra-sensorial.

O ideal é acender uma vela pela manhã e à noite, o objetivo é a tranquilidade e o relaxamento. Deixe em um lugar fechado por cerca de uma hora, para que o aroma possa ser sentido e faça os efeitos desejados. Sendo de extrema importância, essencial para o equilíbrio físico, emocional e mental.

Por isso que a aromatização de cada ambiente é importante e merece nossa atenção, cada um deles têm um significado:

Brancas: Trazem harmonia e espiritualidade, usadas em decorações sóbrias. As mais indicadas são a camomila e o sândalo;

Vermelhas: Sendo a cor da paixão, essa vela é associada a sensualidade. Com o patchouli sendo o aroma mais indicado;

Laranjas: Para quem quer se concentrar, é a vela ideal. Aumenta o poder mental, e a fragrância perfeita é alfazema, que carrega prosperidade e alegria;

Amarelas: Muito usada com os aromas de erva doce e canela, é um cor associada à comunicação e o intelecto. Estimula a criatividade e os novos desafios;

Azuis: Traz a calma e o equilíbrio, como o cravo, que fortalece nossas energias e nos faz atravessar os momentos ruins;

Rosa: São românticas e diretamente associadas as relações, usadas pela sua imensa delicadeza. Os aromas ideias são os florais, diminuem o clima mais pesado e relaxa o ambiente;

Violenta: Podem ser usadas com aroma de lavanda e violenta, combatendo o estresse. Conhecida como a cor da purificação.

Os perfumes podem despertar memórias através dos gatilhos olfativos, por isso é ideal escolher entre tantos aromas o certo para o seu ambiente.

Uma ótima decoração para casa

As velas se tornaram além de itens terapêuticos, itens de decoração. Você pode colocá-la em todos os cômodos da casa, no quarto, no corredor, na cozinha, na sala e no banheiro. Se você tem uma mesa de jantar por exemplo, pode escolher um candelabro. Se você tem uma mesa ao lado da cama, pode pôr um porta velas ao lado. A dica é sempre não deixar o pavio sem queimar.

Alimentos funcionais: benefícios para sua saúde

Post-blog-alimentos-funcionaisOs alimentos funcionais oferecem benefícios adicionais à saúde e podem reduzir o risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes, entre outras. Mas, é preciso ter a consciência de que os alimentos funcionais não funcionam como medicamentos e, para que se tenham as melhores funções desses alimentos, eles devem ser ingeridos de maneira regular. Tem propriedades de nutrição no organismo e podem ser classificados quanto à fonte, de origem vegetal ou animal, ou quanto aos benefícios que oferecem. Aproveitando cada nutriente esses alimentos podem ajudar na proteção de células contra os radicais livres, na redução da absorção de colesterol, aumentam a efetividade do sistema imunológico, eliminam oxidantes e ajudam na regulação da pressão sanguínea. 

Algumas boas opções de alimentos funcionais:

Aveia: rica em betaglucana oferece benefícios como a manutenção dos níveis de colesterol, glicemia e pressão arterial;

Cebola: possui oligossacarídeos ajuda a evitar a constipação, reduz a pressão arterial e pode possuir também efeitos anti-cancerígeneos;

Soja: atenua os sintomas de menopausa, reduz os ricos de desenvolver câncer de útero, contem proteínas capazes de reduzir o mau colesterol (LDL) e sua quantidade ideal é uma xícara por dia;

Tomate: rico em licopeno tem ação antioxidante, reduz níveis de colesterol e risco de certos tipos de câncer, como de próstata;

Linhaça: são fibras que contém ácido graxo ômega 3 e lignanas que auxiliam na redução de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose e sintomas da menopausa;

Chá-verde: possui catequinas, que são flavonoides que auxiliam contra diversos tipos de câncer agindo varrendo os radicais livres que oxidam as células do nosso organismo;

Azeite: tem o poder de diminuir o colesterol ruim (LDL) e o aumentar o bom (HDL).

Aproveitando todos os nutrientes

A preferência é que os vegetais sejam consumidos crus para se preservar todas as fibras, vitaminas e minerais e que as leguminosas e os tubérculos sejam cozidos com casca, dessa forma cria-se uma barreira de proteção e um maior aproveitamento do alimento. Garantindo então um melhor consumo dos alimentos para que todos os nutrientes sejam aproveitados. Sempre prefira o azeite de olive extra virgem, que mantém as propriedades funcionais desse tipo de gordura. E não esquente o azeite! Ele muda a estrutura dependendo do seu tempo de aquecimento. Não exagere no café, pois ele traz benefícios de forma exagerada e mascara a sede, impedindo o consumo correto de água.

Dieta e emagrecimento

O maior desafio de quem quer emagrecer é ter uma alimentação saudável e o consumo excessivo de alimentos industrializados não é a melhor maneira. A melhor forma de se montar uma dieta equilibrada é começando pela substituição dos gordurosos e industrializados por alimentos funcionais. O emagrecimento começa a acontecer com base no equilibro entre os alimentos, oferecendo ao corpo tudo de importante e essencial para mantê-lo saudável. Sendo essencial a preocupação com a saúde por isso não deixe de procurar um médico ou um nutricionista para que sua alimentação seja perfeitamente equilibrada e na proporção correta com as propriedades funcionais naturais dos alimentos na medida certa.

Os alimentos funcionais são aqueles que nos fornecem, além das suas funções nutricionais básicas, ingredientes necessários para o nosso organismo. Esses benefícios são sempre associados a uma alimentação equilibrada e com uma mudança de hábitos alimentares. Lembrando sempre que esses alimentos não funcionam como medicamento e não curam, porém com uma dieta balanceada, além de promoverem o emagrecimento, eles o ajudam a tornar-se saudável.

 

A saúde do seu pai: contribua para sua autoestima.

Post_BLOG_cuidados

A relação entre pais e filhos é recheada de ensinamentos, companheirismo e cooperação. A maneira como se relacionam tem muito efeito sobre quem serão no futuro e os pais são o primeiro referencial de amor de seus filhos. Com o passar dos anos, os papéis se invertem e chega a hora dos filhos cuidarem dos seus pais. É por este motivo que trazemos 9 dicas para ajudar no cuidado desses homens que fazem tudo por nós:

Conversar sempre: Fundamental que se sinta querido, assim ele se sente confortável e acaba tendo muito mais saúde e disposição para viver;

Check-up médico: Incentivar o acompanhamento médico regular é imprescindível, exames e consultas a diversos especialistas devem ser mantidos sempre em dia;

Leve a vida numa boa: Estressado seu corpo fica fadigado, sua mente se perde e nada flui numa boa, por isso faça com que seu pai leve a vida numa boa e com calma;

Novos hobbies: Incentive-o a criar novas atividades, fazer algum curso, visitar os amigos, enfim, a se divertir e manter novos hobbies;

Hábitos saudáveis: Uma alimentação equilibrada é essencial, com baixo teor de açúcar, sal e gordura e caminhada diária. Um simples passeio com os filhos é mais revigorante que uma dúzia de comprimidos;

Faça yoga: Diminui o estresse dele, a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos e aumenta flexibilidade;

Muito carinho: Demonstrar sentimentos é essencial, carinho e amor melhoram a saúde de qualquer pessoa;

Boas noites de sono: O metabolismo pode ser prejudicado dormindo mal ou pouco, aumenta e a probabilidade de desenvolver doenças ao coração e diabetes cresce;

Lazer com família: Tirar um dia com a família para se divertir o estresse com certeza vai diminuir;

Os papéis se inverteram, e agora?

Não há fórmula certa para solucionar os problemas, afinal nascemos filhos e esperamos ser filhos para sempre. Pode chegar o dia em que nossos pais se transformem em nossos filhos e precisemos lembrá-los de comer, de tomar o remédio, dar-lhes a mão para que não caiam nas escadas. Se puder, sorria diante de seus comentários, ouça aquela história contada várias vezes como se fosse a primeira e faça perguntas como se tudo fosse inédito. Se proponha a viver esse momento com toda intensidade e demonstre o quanto é grande a sua capacidade de amor e de retribuir tanto amor.

Qualidade de Vida

ARTE-saude

Quando falamos sobre esse assunto estamos nos referindo não só a saúde física como o estado psicológico, o nível de independência, as relações sociais em casa, na escola e no trabalho e até a sua relação com o meio ambiente. Existem naturalmente outros fatores que influenciam, mas comecemos por ver o que significa qualidade de vida.

O conceito de qualidade de vida está diretamente associado à autoestima e ao bem-estar pessoal e compreende vários aspetos, como a capacidade funcional, o nível socioeconômico, o estado emocional, a interação social, a atividade intelectual, o autocuidado, o suporte familiar, o estado de saúde, os valores culturais, éticos e religiosos, o estilo de vida, a satisfação com o emprego e/ou com atividades diárias e o ambiente em que se vive.

Saúde e qualidade de vida são a mesma coisa

A saúde não é o único fator que influencia a nossa qualidade de vida, porém ela é muito importante.
Geralmente, são dois temas muito relacionados, uma vez que a saúde contribui para melhorar a qualidade de vida dos indivíduos e é fundamental para que um indivíduo ou comunidade tenha saúde. Mas não significa apenas saúde física e mental, mas sim que essas pessoas estejam de bem não só com elas próprias, mas também com a vida, com as pessoas que as cercam, enfim, ter qualidade de vida é estar em harmonia com vários fatores.

Já na saúde, a qualidade de vida é, muitas vezes, considerada em termos como ela pode ser afetada de forma negativa, ou seja, a ocorrência de uma doença debilitante que não constitui risco de vida, uma doença que constitui risco de vida, o declínio natural da saúde de uma pessoa idosa, o declínio mental, processos de doenças crónicas, etc.

Neste sentido, uma vida saudável tem um profundo impacto na qualidade de vida das pessoas.

Qualidade de vida e saúde física
Existe uma relação entre atividade física, a melhoria da condição de saúde e a qualidade de vida. Da mesma forma, existe uma relação entre uma correta alimentação e a qualidade de vida.
Ter uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental para o nosso bem-estar. Quando o organismo recebe as quantidades ideais de nutrientes e vitaminas que precisa, a sua saúde física melhora e consequentemente aumenta a qualidade de vida. Se conseguirmos melhorar a nossa condição de saúde física rumo a uma vida mais saudável, conseguiremos melhorar a nossa qualidade de vida.

Qualidade de vida e saúde mental
Cada vez mais, surge uma importância crescente em cuidar de nossa saúde mental. Muitas vezes, algumas pessoas ao pensar em saúde e qualidade de vida deixam de lado a saúde mental. Assistimos diariamente o aumento dos casos de stress crónico, ansiedade e depressão, além de outros problemas psicológicos e emocionais.
Uma pessoa com a saúde mental debilitada, deprimida, por exemplo, tem grande dificuldade em manter relacionamentos amorosos, desempenhar as funções no trabalho e até mesmo educar os filhos.
Quando se tem a presença de problemas emocionais, isso pode influenciar todos os membros da família. Um indivíduo com a saúde mental afetada está mais propensa à dependência de drogas e de álcool, a contrair doenças infeciosas, desenvolver alergias, doenças autoimunes, etc.
Cuidar da saúde mental é muito mais simples do que parece, basta manter boas relações com as pessoas que nos rodeiam, ter uma vida amorosa satisfatória, não remoer problemas passados, não exigente em excesso consigo mesmo, perdoar-se e perdoar o próximo, rir sempre que puder, chorar quando precisar e amar. Se sentir dificuldades em fazer isto, é melhor procurar ajuda de um profissional.

Estar com boa saúde mental é estar em equilíbrio com o seu mundo interior e com o mundo que o rodeia, é estar em paz consigo mesmo e com os outros.

Como melhorar a qualidade de vida
Para que possamos garantir uma boa qualidade de vida no futuro, devemos começar já a se preocupar com a manutenção de hábitos saudáveis, a saber: cuidar do corpo, uma alimentação equilibrada, exercício físico, relações saudáveis, ter tempo para realizar atividades de lazer e vários outros hábitos que propiciem à pessoa bem-estar e qualidade de vida.
Para atingir um estado de completo bem-estar físico, mental e social, o indivíduo deve ser capaz de identificar e realizar os seus desejos, satisfazer as suas necessidades e modificar ou adaptar-se ao meio.
Se sentir bem e feliz é uma parte importante para se ter uma boa saúde e bem-estar. Encontre tempo para si e para quem gosta, dedique-se a novos hobbies e torne o tempo de lazer tão importante quanto o tempo que passa no trabalho. Alie a saúde à beleza.
Embora seja importante gostarmos do nosso reflexo no espelho, é também fundamental não cair em extremismos. Dietas loucas não só podem ser perigosas como também se tornam difíceis de cumprir.

Ser saudável é um caminho que busca diariamente, nas mais pequenas escolhas que fazemos, por uma vida mais plena e se surpreender com as diferenças que alguns gestos podem fazer.

Dia Mundial da Amamentação e campanha doação de leite materno

ARTE-BLOG-AMAMENTACAO

 

Hoje é o Dia Mundial da Amamentação. Essa data foi criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action – WABA) com a finalidade de promover e fortalecer a prática da amamentação natural e de combater a desnutrição infantil. Além disso, a data possibilita a criação de bancos de leite, garantindo, assim, melhor qualidade de vida para crianças em todo o mundo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o leite materno é um alimento completo e capaz de fornecer ao bebê os nutrientes necessários para sua sobrevivência e seu desenvolvimento. A amamentação é a forma da criança receber cálcio, fósforo e ferro, além de outras substâncias importantes para que tenha um crescimento saudável.

Nos primeiros seis meses de vida, deve ocorrer o aleitamento materno exclusivo, sem a complementação com nenhum alimento. Após o período de seis meses, outras substâncias podem ser oferecidas à criança. Vale salientar que vários estudos sugerem que crianças devem ser alimentadas com leite até, pelo menos, os dois ou três anos de idade.

Para as crianças que não podem ser alimentadas pelas mães, o Brasil conta com mais de 160 bancos de leite espalhados por todo o território nacional e uma campanha de incentivo chamada Doação de Leite Materno. A campanha do Ministério da Saúde em parceria com a Rede Global de Bancos de Leite Humano e o Programa Iberoamericano de Bancos de Leite Humano, visa estimular a doação de leite materno e tem grande importância para as crianças prematuras, de baixo peso, que estão internadas em hospitais e que não podem ser alimentadas diretamente no seio da mãe.

Para entender a importância da doação, um pote de leite pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. Dependendo, por exemplo, do peso e da situação do bebê, até mesmo 1 ml já é o suficiente para nutri-lo a cada vez que ele for alimentado. É o caso da necessidade de um recém-nascido prematuro.

Toda mulher que estiver amamentando é uma possível doadora. Basta ser saudável e não fazer uso de medicamentos que interfiram na amamentação. Faça a diferença e ajude nessa causa!

Aprenda a otimizar seu dia e seja amigo da sua mente.

BLOG_MINDFULLNESS_730x390px

 

É comum, com a correria do dia a dia, que as pessoas se percam em seus próprios pensamentos. Você deveria estar focado no trabalho, mas sua cabeça está nas férias do fim do ano, no próximo carnaval e até mesmo no que vai comer no almoço. Quem nunca teve dificuldade de ser concentrar para ler um livro? Prestar atenção no que seu amigo fala? É realmente difícil manter a mente atenta com uma vida tão cheia de afazeres.

Em um estudo publicado na revista Science, pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA) apontam que em 46,9% do tempo não estamos prestando atenção no que fazemos. Nossa mente viaja. Os dados comprovam que somos mais alegres quando ações e pensamentos se alinham.

Conseguir estar 100% focado no momento presente é a proposta da meditação mindfulness. Essa espécie de treinamento visa trabalhar sua atenção com exercícios diários a fim de desenvolver a plena atenção e concentração para as atividades do dia a dia. Em outras palavras: sair do piloto automático que estamos acostumados.

Os benefícios do mindfulness

A meditação tem como principal objetivo dar mais foco e concentração a quem realiza a atividade. Os benefícios podem crescer consideravelmente de acordo com a prática. A tendência é que você se torne uma pessoa mais empática, compreensiva e concentrada, entre outras melhorias na qualidade de vida. Listamos alguns benefícios que você ganhará praticando mindfulness:

1 – Reduzirá o estresse

Vários estudos já demonstraram que a prática da mindfulness ajuda a diminuir a ansiedade, a depressão e o estresse. Uma pesquisa publicada na revista Health Psychology, em 2013, resultado do Projeto Samantha da Universidade da Califórnia, concluiu que concentrar-se no presente pode ajudar a baixar os níveis de cortisol, o hormônio do estresse físico e emocional. O estudo sugere que o treinamento da mente para se concentrar no momento presente pode reduzir a propensão a remoer coisas do passado ou se preocupar com o futuro. Esses processos de pensamento têm sido associados à liberação de cortisol.

2 – Acaba com a insônia

Um estudo da Universidade de Utah descobriu que a prática da mindfulness não apenas ajuda a reduzir o estresse e a controlar a ansiedade, como também auxilia a dormir melhor. Segundo o autor deste estudo, Holly Roy, as pessoas praticantes de mindfulness têm mais controle sobre suas emoções e comportamentos durante o dia. Consequentemente, elas mostram uma menor ativação cortical cerebral à noite, o que contribui para a qualidade do sono.

3 – Protege o cérebro

Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Harvard e do Hospital Geral de Massachusetts concluíram que a meditação retarda o envelhecimento das células e o desenvolvimento de determinadas patologias associadas à velhice. Além disso, um outro estudo da Universidade de Oregon concluiu que a mindfulness pode alterar a estrutura neural do cérebro e proteger contra a doença mental.

4 – Desenvolve a inteligência emocional

Não é segredo que a prática da meditação nos ajudar a desenvolver a autoconsciência e o autoconhecimento, o que resulta em nossa evolução interna. Um estudo da Universidade de Toronto, em 2007, demonstrou que as pessoas que praticam mindfulness desenvolvem mais controle emocional do que as pessoas que ainda não estão em contato com a técnica.

5 – Melhora a criatividade

Você sabia que uma mente calma tem mais espaço para gerar novas ideias? Investigadores do Instituto do Cérebro e da Cognição da Universidade de Leiden, na Holanda, encontraram um aumento da criatividade nos praticantes habituais de mindfulness.

A prática

Ficou com vontade de tentar aí na sua casa? Você pode seguir algumas dicas e alinhar sua mente apenas ao momento presente. Vamos lá:

Encontre um lugar em que possa se sentar. De preferência, um espaço calmo, tranquilo e sem barulhos. Deixe o celular de lado e desligue a TV.

Não tenha pressa em, logo no início, já fazer 40 minutos de meditação. Se você está apenas começando, pode ser mais útil que primeiramente faça por um tempo mais curto, 5 ou 10 minutos.

Não existe posição certa ou errada. Apenas encontre alguma e certifique-se de que você está confortável e pode ficar assim por um tempo.

Sinta a sua respiração. Tente estar sempre atento a inspiração e expiração. Experimente a sensação de ter sua mente focada em, simplesmente, respirar.

Não se preocupe ou se culpe caso sua atenção saia da respiração. Inevitavelmente, em algum momento, seu pensamento estará voltado para boletos, problemas ou a nota vermelha que tirou. Quando perceber que sua mente divagou, não tem problema! Apenas volte a se concentrar na sua respiração.

Seja gentil consigo mesmo! Seu corpo e mente agradecem.